Currículo em 60 segundos

TikTok testa ferramentas para possibilitar o contato entre empresas e candidatos a emprego

Carolina Huertas

O Boticário usou o TikTok no processo seletivo de estagiário para ajudar Manu Gavassi na campanha da linha Intense by Manu Gavassi (crédito: reprodução)

Com seu crescimento acelerado no último ano, o TikTok já possui nos Estados Unidos mais usuários da geração Z do que o Instagram e agora quer entrar no universo do recrutamento. Apesar do que muitas pessoas pensam, a rede social não possui apenas conteúdos de música, dança e comédia, e já tem contas que falam sobre mercado de trabalho na plataforma, seja dando dicas de currículos e carreiras, como a @acomunicadora; compartilhando vagas disponíveis, como o @estagiariosenior; ou até mesmo usuários que compartilham sua rotina de trabalho — o uso da hashtag #careeradivice alcançou 80 milhões de visualizações diárias em fevereiro e acumula 1,4 bilhão de visualizações no mundo. No Brasil, o número também é alto, com a hashtag #curriculo acumulando 39,3 milhões de visualizações e #estágio, 32,8 milhões.

Mas, dessa vez, o aplicativo não quer abordar o mercado de trabalho apenas nos seus conteúdos e está testando ferramentas que possibilitem o contato entre empresas e candidatos para servir como um canal de recrutamento onde os profissionais poderão compartilhar suas habilidades com vídeos na rede. Mesmo antes do anúncio desse desenvolvimento, algumas marcas já usaram a plataforma com esse objetivo, como O Boticário, no processo seletivo de estagiário para ajudar Manu Gavassi na campanha da linha Intense by Manu Gavassi; e pela Nestlé, para o cargo de gerente de marketing de Nescau. Dentro da rede isso também já está se tornando algo comum. Diversas casas de Tiktokers estão abrindo processos seletivos para novos integrantes e desafiando os usuários a postarem suas inscrições no perfil usando a criatividade e uma hashtag específica.

Compartilhe

Publicidade
Publicidade